Mulheres da Bíblia – Abigail

Ela mostra como é possível resolver situações injustas com compaixão e bondade

 

Quem não conhece alguém insuportável de conviver, que é avarento, infiel e não se importa com uma vida correta? Abigail conviveu com uma pessoa exatamente assim: seu próprio marido, Nabal (I Samuel 25:3), mas conseguiu “tirar de letra”, porque era íntegra, bondosa e tinha compaixão das pessoas.

E ter compaixão hoje em dia é quase uma dádiva de Deus, não é mesmo? Há tantas pessoas com quem lidamos diariamente – ou que tentamos – que demonstram querer prejudicar a vida de quem está ao redor. E foi em uma situação como essa que Abigail interveio e conseguiu amenizar uma briga entre seu marido e os guerreiros de Davi (I Samuel 25:25).

Tudo começou porque Nabal insultou os homens de Davi, em vez de ter um coração grato, depois de receber ajuda deles (I Samuel 25:10-11). Foi aí que Abigail se posicionou como uma pessoa pacífica, acalmando o coração de Davi, para que não houvesse vingança (I Samuel 25:18).

Ela, além de dar a comida que eles pediram, foi até Davi para pedir que ele desistisse do confronto que, com certeza, mataria muitas pessoas. Abigail foi mais que corajosa, foi uma pessoa íntegra e fiel, porque logo depois contou ao marido tudo o que tinha feito (I Samuel 25:37).

Agindo como Deus quer

Será que você tem sido pacífico em situações difíceis entre as pessoas? Ou será que você gosta mesmo é de ver todo mundo discutindo e gritando para resolver problemas?

Abigail foi pacífica, mas não passiva. Ela poderia ter escondido de Nabal que falou com Davi, poderia também ter deixado de lado toda a história, porque seria uma boa oportunidade de se livrar do marido violento. Mas não fez isso. Ela não implorou para que Davi não fosse vingativo, mas expôs suas ideias, lembrando a ele de sua integridade e de seu futuro reinado (I Samuel 25:29-31). Ela foi sábia e fiel.

Em meio a tanta confusão, Abigail agiu como Deus desejava: misericórdia do marido impertinente, paz entre os homens e integridade para o futuro rei. Ela mostra como devemos agir com aquelas pessoas difíceis de lidar, como um marido complicado, filhos na adolescência, colega de trabalho mal humorado, pessoas que reclamam de tudo e tantas outras situações complicadas do dia a dia.

Fazer o que ela fez é ter sabedoria e amor pelo próximo. Às vezes, a situação é tão caótica de relacionamento entre as pessoas, que a vontade de muitos é sumir, não falar com mais ninguém, se excluir daquele núcleo de pessoas. Mas é isso que Deus quer que façamos? Como podemos dar testemunho do poder Dele se não soubermos conviver com pessoas difíceis?

Parece algo impossível, mas Abigail conseguiu, em um caso que envolveu risco de morte de várias pessoas. Ela não teve medo de falar, de resolver e ser sincera. Foi pacífica e um canal de Deus para evitar mais desentendimentos.

Compaixão e bondade devem fazer parte de nós, assim como em Abigail. Somente com essas características seremos capazes de entender e, acima de tudo, amar pessoas tão difíceis como Nabal.

 

Fonte: Arca  Universal
Publicado por VPR Curuçambá
 
Anúncios

Um pensamento sobre “Mulheres da Bíblia – Abigail

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s